Saiba se sua próstata está do tamanho normal

Será que sua Próstata está do tamanho normal? Veja como saber neste artigo..

Você sabe que médico procurar para tratar doenças no aparelho reprodutor masculino? Um proctologista ou um Urologista? Você já se consultou com algum deles? E sua próstata, será que tem um tamanho normal?

Primeiramente, ao contrário do que a grande maioria dos homens pensa, o médico proctologista trata de problemas do aparelho digestivo, cólon, reto e ânus.

Já, o urologista é o especialista que trata as doenças do aparelho urinário masculino e feminino, assim como as doenças do aparelho reprodutor masculino.

Portanto, problemas na próstata devem ser tratados, inicialmente, com um urologista, o qual irá fazer o exame retal, avaliando o problema e, dependendo o encaminhar para um proctologista.

O fato é que ainda são muitas as dúvidas dos homens em relação a assuntos envolvendo a saúde masculina, por exemplo, a maioria nem sabe que após os 45 anos a próstata pode mudar de tamanho, dentre outras questões.

Então, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, a chamada Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP), ou o popular aumento da próstata, atinge nada menos que 14 milhões de brasileiros, e não tem relação com o câncer de próstata.

Mas, embora não tenha relação com o câncer, o aumento da próstata, merece atenção, até porque é uma doença e prejudica a qualidade de vida do homem, afetando sua vida sexual.

Na verdade, o aumento da próstata, com o tempo, acaba obstruindo parcial ou totalmente a uretra, causando problemas urinários, desde gotejamento e sensação de esvaziamento incompleto da bexiga até jato fraco.


Fatores que podem causar o aumento da Próstata

Embora o envelhecimento seja o principal fator de risco, a genética, diabetes e até a obesidade também podem contribuir para aumentar a próstata.

Sintomas do aumento da Próstata

Justamente por causar problemas urinários, a maioria dos sintomas do aumento da próstata estão relacionados a isso. E toda a atenção é pouca, pois eles começam silenciosos, agravando aos poucos.

Por isso, é preciso ligar o sinal de alerta quando perceber:

  • dificuldade ao urinar,
  • um fluxo urinário fraco,
  • vontade urgente de fazer xixi, ou frequente,
  • mais vontade de urinar durante a noite.

Tendo pelo menos uns 2 sintomas destes acima, provavelmente vai ser necessário fazer algo a respeito, Renova Prost funciona para tratar todos os sintomas acima e pode ser uma boa pedida.


Visite anualmente um urologista

Mesmo com toda a propaganda em torno da importância de realizar o exame de prevenção, 51% dos brasileiros nunca foram ao urologista.

O fato é que, justamente, para prevenir  o surgimento dos sintomas, é preciso que após os 40 anos de idade, os homens passem a visitar o médico regularmente, ao menos, uma vez por ano.

O profissional irá realizar exame físico geral, urológico completo, além de pedir exames laboratoriais.


Como tratar o aumento da próstata

Em alguns casos, como os mais leves, e ainda no início, o tratamento pode ser feito com medicamentos, já aqueles em um grau mais severo a indicação é cirúrgica.

Geralmente, mais de 30% dos pacientes precisam de cirurgia para reduzir o tamanho da próstata.

No Brasil, o tratamento mais avançado é feito com cirurgia a laser, ou seja, não invasiva.

Vale saber que a tecnologia a laser consegue tratar próstatas até seis vezes maiores que o seu tamanho normal, além de ser mais rápida, por não ser invasiva, ela reduz riscos para pacientes cardíacos, sem falar que a recuperação é bem mais rápida, com o paciente tendo alta em 24 horas.

 

Por isso, a melhor forma de prevenir essa e outras doenças é procurando levar uma vida saudável, através de uma alimentação equilibrada e exercícios físicos regularmente.


Psicobióticos: bactérias que ajudam a sua saúde mental

O intestino é o único órgão que transporta dentro de outro órgão, a microbiota, que não é humana – é formada por bactérias – e também … pensa!

Foi o Dr. M. Gerson quem falou pela primeira vez do “segundo cérebro”, há menos de dez anos, definir o conjunto de 100 milhões de neurônios que estão nas paredes intestinais e emitir dez sinais ao cérebro para cada um. receber

COMO AS BACTÉRIAS INFLUENCIAM O HUMOR

O cérebro intestinal produz serotonina, dopamina e cerca de trinta neuropeptídeos semelhantes ou idênticos aos encontrados no sistema nervoso central. Até 95% da serotonina, neurotransmissor que nos dá alegria e satisfação, é fabricada no intestino!

O sistema nervoso entérico responde instantaneamente às emoções. Todos sabemos que o estresse e as emoções nervosas influenciam o estômago e o intestino. Os nervos de um exame podem causar diarréia. E a pessoa que se apaixona acorda-nos borboletas no estômago.

O CÉREBRO INTESTINAL

O que começamos a saber é que o que acontece no intestino também influencia o que pensamos e como nos sentimos. E que as bactérias intestinais desempenham um papel importante no funcionamento desse segundo cérebro.

Existem estudos que relacionam a microbiota com o binenestar ou com distúrbios como depressão, ansiedade, vícios ou autismo. De alguma forma, nossa mente e nosso humor também são frutos da vida em simbiose com micro organismos.

É lógico deduzir que, se a microbiota for normalizada, essas doenças poderão ser melhoradas ou curadas. Em vez de tomar medicamentos antidepressivos com muitos efeitos colaterais, podemos estimular os precursores intestinais da serotonina (a produção desse neurotransmissor decai com a doença).

DIETA SAUDÁVEL PARA O CÉREBRO

Vários autores concordam que um certo tipo de alimento está associado à alteração da flora e sintomas psicológicos. É a dieta com abundância de aditivos, farinha e açúcar refinado e gorduras saturadas, com consumo excessivo de laticínios e produtos à base de carne.

Pelo contrário, uma dieta ecológica e variada, rica em produtos fermentados, evita alterações (outros fatores decisivos são a amamentação e o contato frequente com a natureza).

Veja mais artigos como esse de saúde e bem estar no site: www.botequiminformal.com.br

O QUE SÃO PSICOBIÓTICOS?

Recentemente, o conceito de psicobiótico foi cunhado na Universidade de Cork (Irlanda) para se referir a organismos vivos que, em quantidades adequadas, produzem um benefício para a saúde mental de animais e pessoas experimentais.

O ponto de criar medicamentos vivos específicos para cada distúrbio ainda não foi alcançado. Estudos indicam que cada pessoa tem uma composição microbiota única, como impressões digitais, características faciais ou doação genética. Provavelmente o tratamento com psicobióticos do futuro será individualizado após análise da alteração específica.

SUPLEMENTOS PROBIÓTICOS COM EFEITO MENTAL

Estudos psicobióticos já descobriram algumas bactérias digestivas que podem condicionar o humor e o equilíbrio psicológico:

  • Bifidobacterium infantis: aumenta o triptofano, o neurotransmissor GABA e a serotonina. Combate distúrbios do sono e depressão.
  • Lactobacillus casei shirota: é útil no tratamento do estresse em pacientes com síndrome da fadiga crônica.
  • Lactobacillus rhamnosus: diminui os hormônios associados ao estresse. Serve para controlar a ansiedade em situações agudas. Outra espécie antistress é a Bifidobacterium longum.
  • Lactobacillus helveticus: Previne disfunções da memória induzidas pelo estresse. Normaliza a expressão do “fator neurotrófico derivado do cérebro” que favorece a sobrevivência neuronal.
  • Bacteroides fragillis: é estudada como uma terapia de autismo, pois corrige as alterações da barreira intestinal associadas a esta doença.

TERAPEUTAS PIONEIROS

A neurologista Natasha Campbell-McBride propõe uma dieta com alimentos fermentados para crianças autistas e, em nosso país, o psicólogo clínico e terapeuta transpessoal Jesús Mier aborda ansiedade, depressão ou estresse com “psicobióticos” ou “psicoterapia sistópica”, que considere “a interação da microbiota intestinal, dieta e sua relação com o cérebro, pensamentos e emoções”.


Envelhecimento Saudável – Melhores Dicas

Nós todos e cada vez mais jovens sofrem de doenças crônicas, como diabetes e problemas cardíacos e vasculares. Três quartos disso é o resultado direto de nosso estilo de vida.

Todas as razões para viver mais saudável hoje! Afinal, mais tempo significa: participação mais longa. Além disso, estamos fazendo a nossa parte para manter a saúde acessível no futuro.

As estatísticas de saúde mostram que, em todas as idades, temos todos os tipos de doenças do bem-estar. Essas doenças não acontecem apenas com a gente, é a afirmação do Dr. Luuk Simons, que desenvolveu o Health Coach Program.

“Genética certamente desempenha um papel, mas nosso estilo de vida é responsável por 75% das nossas doenças crônicas.

Eu queria abrir uma janela para as pessoas que querem trabalhar em forma cientificamente correta para melhorar sua saúde

Quatro Pilares – .. boa dieta, exercício adequado, controle de estresse e manutenção de uma rede social – reduza a chance de contrair doenças como obesidade, doenças cardiovasculares, câncer e diabetes tipo 2. ”

Com a abordagem correta, o comportamento das pessoas pode ser alterado, diz Simons.

Os participantes do Health Coach Programme sentem-se muito melhor tão rapidamente que não querem mais nada.

Além disso, há um treinador individual e os participantes mantêm on-line seu estilo de vida em um painel de controle pessoal. Isso dá aos participantes e ao coach uma visão atualizada do progresso.

Simons quer que as pessoas abram os botões para se tornarem saudáveis ​​e vitais.

“O programa tem duração de seis meses. Começamos com uma oficina com muitos abridores de olho substantivas sobre a saúde.

Na mesma semana uma sessão de coaching pessoal segue e analisa como você pode programar os quatro pilares do programa em sua vida diária.

No meio do caminho no início, e No final do processo, os níveis de pressão arterial, peso e colesterol são medidos e há reuniões de acompanhamento com os técnicos de saúde e no grupo “.

Comida saudável: muito mais vegetais e frutas

legumes e soja. Nossas dicas nutricionais são em grande parte voltadas para isso. Tente se inspirar na culinária chinesa ou italiana e, em seguida, comece com os ingredientes que você gosta.

É especialmente importante para os idosos obterem nutrientes mais saudáveis ​​por caloria. Distribuído ao longo do dia, recomendamos a ingestão de um quilo de frutas e legumes, complementados com sementes, nozes e sementes.

Além disso, é importante evitar lanches ricos em gordura e açúcar o máximo possível. ” Distribuído ao longo do dia, recomendamos a ingestão de um quilo de frutas e legumes, complementados com sementes, nozes e sementes.

Movimento: ao longo do dia

Pendurado na frente do tubo à noite, tem um estilo de vida inativo. É importante se mover ao longo do dia, caso contrário nosso metabolismo entrará em colapso.

Não se sente por muito tempo, mas tente se mover por cerca de dez ou quinze minutos a cada duas horas. Por exemplo, pedalando em uma bicicleta ergométrica, caminhando ou subindo e descendo as escadas.

Por fim, é muito importante: com que facilidade me movo, como lidei com a rigidez matinal e como posso garantir um equilíbrio melhor e uma queda menos rápida? Há também exercícios para isso.

Eles são frequentemente subestimados na aptidão clássica, mas são muito importantes para o funcionamento diário.

Portanto, certifique-se de também fazer grandes exercícios de rotação e alongamento regularmente. Por exemplo, o yoga é muito adequado para isso.

Gerenciamento de estresse: relaxe duas vezes ao dia

No programa, muita atenção é dada tanto ao estresse positivo quanto ao negativo.

Luuk Simons: “Do lado negativo, por vezes, sente-se desafia o equilíbrio certo entre trabalho e vida privada, tanto em casa como no trabalho, todo mundo tem muito para tentar equilibrar uma ou duas vezes por dia, um momento de .. encontrar ‘switch off’, por exemplo, de manhã e à noite antes de ir para a cama.

Isso permite que os processos de recuperação ocorrer no sistema imunológico, metabolismo e sistema nervoso. Mindfulness, yoga e meditação pode ajudar a reduzir o estresse.

Mindfulness é sobre para estar ciente do que você está experimentando em um momento, sem querer experimentar nada além do que você experimenta, quando você está mais no momento, os pensamentos vão, sensações físicas e sentimentos ou emoções são menos prováveis ​​de acontecer com você. Exercícios de relaxamento também têm um efeito restaurador.

E o esporte é uma boa saída para algumas pessoas. A velocidade do envelhecimento de nossas células e órgãos também depende do quanto experimentamos o estresse como estressante.

A questão importante é se você pode exercer controle sobre o que acontece em sua vida. Então, torna-se um estresse positivo, uma forma de estresse que nos desafia e nos faz crescer “.